Tag

Auto Hamamura

Cuidados necessários com o carro no clima quente

By | Dicas

O verão ainda nem começou, mas o calor parece ter chegado com força na maior parte do Brasil, e isso afeta inclusive os nossos veículos. O clima quente exige cuidados especiais em diversas partes dos carros, incluindo o couro, pintura, vidros e pneus, já que são diretamente afetados pela temperatura mais alta e o sol intenso que marcam essa época do ano e os meses que virão a seguir.

Aproveitamos o tema para dar algumas dicas de como cuidar destas áreas mais sensíveis da nossa máquina de cada dia, pensando sempre em alternativas simples e acessíveis. Anota aí:
Pintura

Manter a pintura sem poeira, folhas e as infelizes fezes de pássaros é obrigação, mas em época de calor, evite lavar o carro sob o sol quente para evitar manchas devido à reação dos produtos químicos com os raios ultravioleta. Seria como passar limão na sua pele e ir para o sol. Ah: uma cera para polir não só vai deixar o carro brilhando como também vai criar uma camada protetora.
Bancos

Especialmente os bancos de couro são grandes vítimas do calor forte do verão. Quando aquecidos por muito tempo, são capazes de literalmente queimar o passageiro que sentar com as pernas/costas desprotegidas. Existem capas especiais que podem revestir de forma ágil os bancos, além de produtos que protegem o material para evitar danos. A dica a seguir também é uma grande aliada dos bancos.
Para-brisa

Uma solução fácil e barata para evitar que seu carro esteja um verdadeiro forno na hora que você for entrar é deixar um tapa-sol, daqueles prateados que refletem os raios e são capazes de diminuir em até 40 ºC a temperatura ali dentro. Além do resfriamento, ele evita que bancos e a borracha de alguns acessórios esquentem e se danifiquem. Vale o investimento.
Pneus

Com o aumento da temperatura, a pressão e o atrito da borracha com o asfalto também crescem, o que obriga o motorista a calibrar com mais frequência. Além disso, pneus em dia ajudam na economia do combustível, têm maior vida útil e evitam acidentes. Atenção!
Motor

O motor esquenta por conta própria durante o uso do carro, mas o forte calor sobre o capô também pode contribuir. Mantenha sempre em dia os níveis de água e óleo, assim os riscos de aquecimento extremo diminuem e você tem uma viagem mais segura. Em caso de superaquecimento, jamais abra na hora o reservatório de água para checar, a queimadura com vapor é quase certa, então espere resfriar.

Dicas para preparar o seu carro para a Primavera

By | Dicas

A chegada da primavera é, para muitos, sinónimo de alergias que pode provocar um grande desconforto e acaba por prejudicar quem viaja de carro. Mas existem maneiras de diminuir esta situação através de várias medidas eficazes, entre as quais:

Substituir o filtro de ar do habitáculo

Todas as viaturas têm este filtro de ar no sistema de climatização, mesmo para impedir a entrada de poeiras, poluição e pólen para o interior do carro. Normalmente é um elemento verificado nas revisões periódicas e é substituído o filtro. Contudo, se não costuma fazer as revisões, é essencial que substitua o filtro de ar do habitáculo todos os anos, no final do inverno.

Limpeza das condutas de climatização

Ao longo dos anos vão se acumulando poeiras nas condutas de climatização. Se sofre de alergias, a higienização das condutas deve ser uma preocupação tão importante como a substituição do filtro de ar do habitáculo.

Carregar o ar condicionado

O sistema de ar condicionado precisa de um carregamento periódico para poder continuar a exercer a sua função de retirar a humidade do habitáculo. Este factor pode potenciar a acumulação de matéria alérgica, sendo essencial ter o ar condicionado em perfeitas condições.

ENTENDA A IMPORTÂNCIA DO RODÍZIO DE PNEUS

By | Dicas

Você costuma realizar o rodízio dos pneus do carro? Saiba que a maioria das montadoras recomenda fazer este procedimento. A primeira razão para isso é garantir que haja um desgaste por igual dos pneus, incluindo o estepe, o que contribui para a segurança do motorista e passageiros.

Segundo a Goodyear Brasil, este procedimento deve ser feito a cada 5 mil quilômetros. Já algumas marcas como Hyundai, Kia, Toyota afirmam que o rodízio pode ser feito a cada 10.000 quilômetros, no máximo.

Por que as montadoras orientam o revezamento dos pneus? Entenda!

O principal motivo é a segurança. O ideal é incluir os cinco pneus no rodízio, para que ocorra o desgaste uniforme de todos. Este revezamento fará com que o conjunto tenha uma vida útil maior, equilibrando o desempenho do automóvel em termos de dirigibilidade e frenagem.

Comprar dois pneus novos para substituir os que gastaram mais pode ser perigoso. Isso porque pode ocorrer um desequilíbrio entre as rodas. Já no rodízio, todos os pneus ficam com desgaste muito parecido. Os pneus da frente possuem um desgaste maior do que os traseiros, por serem mais exigidos pelo sistema de direção e de tração, localizados na dianteira dos veículos.

 

Como realizar o rodízio de pneus?

Muitos motoristas não realizam o rodízio por falta de conhecimento a respeito da sua importância e de como é realizado. Por isso, explicamos um pouco sobre este procedimento:

Como mencionado, a grande parte das montadoras recomenda o revezamento de pneus dos automóveis a cada 10.000 quilômetros, mas este prazo pode variar de acordo com a condução do motorista ou o tipo de pista onde costuma transitar. Por isso, as manutenções preventivas são importantes, a fim de inspecionar se há necessidade de adiantar o procedimento.

O rodízio deverá ser realizado de acordo com o modelo modelo (radial ou diagonal), tipo de pneu (assimétrico, simétrico ou direcional) e de tração do carro (dianteira, traseira ou tração nas quatro rodas).

O rodízio de pneus consiste na troca de posição entre eles. Em seguida, deve ser feito o alinhamento e o balanceamento para evitar que as rodas fiquem mal alinhadas e sem regulagem adequada, o que pode fazer com que os pneus voltem a apresentar desgaste irregular. Também é importante verificar e ajustar a pressão de inflação, verificar as condições das rodas e das válvulas de ar.

Se optar por comprar dois pneus novos, instale sempre no eixo traseiro, que é responsável pela estabilidade do automóvel, evitando que o carro perca aderência em uma freada brusca ou dentro de uma curva.

 

Manutenção do pneus

A Goodyear recomenda que os condutores tenham alguns cuidados a fim de aumentar a vida útil e cuidar melhor dos pneus. Veja as dicas:

Verificar a pressão: deve ser feito este procedimento a cada 4.500 quilômetros rodados para manter a condução do veículo suave e uniforme e com um consumo de combustível mais eficiente.

Forma de calibrar e alinhar: os pneus devem ser calibrados em estado frio de acordo com as recomendações do fabricante do veículo escrita no manual do proprietário. O mesmo vale para o alinhamento, deve ser conforme especificado, evitando que você sinta a roda “puxar”.

Fique de olho nos pneus: verifique visualmente seus pneus quanto a irregularidades em desgaste da banda de rodagem, pois podem indicar problemas de alinhamento ou calibração.

Cuidados ao dirigir: os hábitos de condução que causam o maior desgaste dos pneus são curvas, arranque agressivo e frenagem brusca. Evite também girar excessivamente os pneus quando o veículo estiver na lama ou areia. Isso pode causar o aquecimento excessivo dos pneus e danos irreparáveis.

Não sobrecarregue o carro: o excesso de peso coloca estresse sobre os pneus e causa dificuldades em dirigir, aumentando o consumo de combustível.